Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

há pêssegos na lua

há pêssegos na lua

30
Ago15

Intolerância alimentar | desmistificando o glúten


Eu já disse várias vezes que, sou celíaca. Certo? Bem, o post de hoje é só a falar de comida sem glúten: explicar o que é a DC, mostrar produtos que comprei e fazer a relação de preço/quantidade/qualidade. No final, quero que façam as vossas questões - sejam sinceros!


uma muito breve introdução
Mas o que é a doença celíaca? A doença celíaca (dc) é uma doença auto-imune em que o nosso próprio corpo não aceita o glúten e tenta expulsa-lo das maneiras que vocês estão a pensar... E não é qualquer parte do nosso corpo - é o intestino delgado, que não aceita mesmo reagindo sempre à mais pequena quantidade.
O que é que acontece se ingerir? para além de todas as reacções físicas, o que acontece é que a mucosa do intestino delgado começa a lesionar-se levando a uma diminuição na absorção de nutrientes.
Afinal o que é o glúten?  um conjunto de proteínas macacas que para pessoas como eu a sua ingestão é nociva. Basicamente é o que dá a consistência ou elasticidade à comida (pão, bolos, massas, molhos)... Ele está em tanto lado. Os cereais proibidos são o trigo, cevada, centeio e aveia (a aveia é controversa)
Tem cura? Sendo uma doença auto-imune é para o resto da minha vida e a única maneira é -  fazer uma dieta isenta de glúten (DIG). Até ver, não existe cura. E pode acontecer em qualquer idade.

Isto foi muito resumido porque eu quero chegar à parte em que quero saber o que vocês pensam sobre isto para eu ajudar a responder e a esclarecer algumas coisas.

Os produtos:

1) Preparado para pão | 1kg - 2.99€
2) Slim Noodles | 200gr - 2,84€
3) Pão Clássico Cereais | 300gr - 3,25€
4) Base Pizza (2x) | 300gr - 4,65€

Com o preparado fiz pão e três tartes: maçã, pêssego e pêra (ficou divinal! - Se quiserem a receita, digam)
Com a Base da Pizza. Bem, fiz pizza e não sobrou nada para contar a história :))

Isto é só para terem uma pequena noção do preço da comida sem glúten. E não, não vou falar hoje de rótulos. Isso ficará para o próximo post ou vídeo.
E agora, façam as vossas questões!
28
Ago15

Não fui eu, foi ele

Qual é que é o melhor caminho para ser o mais perfeito possível? Saber aceitar as críticas.
Azar do caneco, quase ninguém sabe aceitar as críticas.

Isto para dizer que hoje expliquei à colas que existem coisas que não devem de ser feitas... e esta pessoa estava sempre MAS SEMPRE a mudar o tema de conversa ou então, culpava os outros. Nunca foi ela, nunca. Faz-me lembrar os putos, eles é que têm este tipo de discurso.

26
Ago15

Cenas da Blogosfera


Isto vai ser muito simples e são coisas que me ainda não entendo.

  • Os seguidores fantasmas: Como é que existem páginas de blogues no facebook com quase 3mil seguidores e com 0 comentários? Repetindo o acontecimento no blogue. E no fim, têm parcerias.
  • Aah, as parcerias. transcrevo o que disse no facebook:
Eu também quero que o meu blogue cresça claro que sim! Mas não vou perder a minha identidade, não vou deixar de lado tudo pelo qual já lutei. Isto leva-me a pensar que as pessoas só estão aqui por dinheiro.
  • A Joaquina copiou a Gestrudes. (same old, same old)... Mas ao menos que indiquem o link de onde retiraram a informação
  • Falar sem saber do que se fala e aqui é que eu trepo paredes! Eu sei que todos nós temos a nossa opinião, mas é preciso ter cuidado da maneira como se expõe. Um post de opinião sobre um tema da actualidade que envolva sociedade, saúde (sim, refiro-me também às intolerâncias/alergias alimentares) deve de ser bem fundamentado. Não é dizer que que está mal só porque sim. E isto lembra-me a história da pílula que na altura mal falei sobre o assunto... Li várias pessoas a comentar que como a moça morreu por causa da pílula que iam deixar de tomar também a pílula - E isto aconteceu porque quem escreveu o post dizia precisamente isto... Mas foram pesquisar? E como falo desta, já li tantas outras...
E por este, fico-me com estes. :p
24
Ago15

Falando sozinha


Chamem-me maluca ou o que quiserem mas sou daquelas pessoas que passa grande parte do tempo a "rezar" sozinha. Basicamente falo sozinha. Normalmente em situações em que tenho que resolver algo, não sei... Ajuda-me a limpar as ideias? :))
E indo eu, indo eu a caminho de outra tarde. 
Tenham o resto de um bom dia! :D
21
Ago15

Socorro, preciso de mais tempo!


Muitos de vocês já sabem que eu trabalho por turnos. Epá e isto é uma merda. Não é que me custe habituar aos horários, porque não custa.
É uma merda porque eu quero fazer mais para o blogue e tenho tantos projectos e grande parte das pessoas com quem lido, tem um horário dito "normal". Acabo muitas vezes por me sentir frustrada porque quero fazer e pimbas, fica a meio... e eu odeio deixar as coisas a meio. Odeio desiludir as pessoas.

O mais recente trabalho que elaborei foi com o casal fofinho do blogue Ela e Ele e o design deles foi a prova de que trabalhar por turnos dificulta em muito o trabalho por estes lados.
Tal como também dificulta uma grande interacção com as pessoas... E dou por mim a pensar, eu utilizo muito mais o facebook do que o blogue... Mas o suposto não é esse. Como é que assim vou chegar aos meus queridos leitores? 

Quem trabalha por turnos, costuma acontecer-vos muita vez isto? De se sentirem desligados deste mundo por muito que queiram cá ficar?
Começo a pensar que a melhor coisa mesmo é seguir à risca um horário em que dê para chegar a todo o lado... Bem que os gajos dizem que quem trabalha por turnos o cérebro envelhece mais depressa. Apre, o meu dia devia de ter 48h! Tenho que arranjar a poção mágica.
20
Ago15

E os colegas que são colas?


Conhecem a expressão "És um colas?" Não? Passo a explicar. 
Pessoa que se cola aos outros como se fosse uma carraça, de maneira que não tenha que mexer aquela grande peida e obviamente, não faça nada.

Ao longo da nossa vida vamos encontrado algumas pessoas destas, mas eu pensei que isto fosse só no secundário, ou no básico. Não pensei que elas durassem tanto tempo... mas como boas carraças que são, elas conseguem agarrar-se bem ao hospedeiro. Nunca pensei lidar com elas em contexto laboral e pior, sendo eu a hospedeira. 
Estas pessoas são daquelas que pedem em jeito de mandar, para o outro fazer as coisas, são daquelas pessoas que dizem que fazem tudo... só que não. São daquelas pessoas que se vangloriam daquilo que dizem que fazem, mas na verdade quem fez foi o burro do hospedeiro - eu.

Até ao dia que ouvem o "não" e aí até parece que estremecem de uma ponta à outra.
E por isso, este post é para escrever todas as vezes que lidei com colas e não soube dizer não porque não queria arranjar confusões com ninguém, porque não queria que falassem mal de mim.

E quem já lidou com colas que escreva também quantos nãos quiser neste post.
E quem está a lidar, comecem já a dizer não para não serem os burros dos hospedeiros como eu em tempos, fui.

Curiosidade: Como detectaram um colas?

Pág. 1/2

Welcome.


➳ portuguesa, celíaca

Queres falar comigo? hapessegosnalua@gmail.com


yôkoso!

Seguir

Follow

Google+ Followers

Instagram

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D